WhatsApp%20Image%202020-12-18%20at%2012.

Balanço da Campanha Solidariedade em Rede

Balanço da Campanha Solidariedade em Rede

Agente Pastoral da Equipe RENSER entrega cesta básica para família

A Campanha Solidariedade em Rede: Conectando Corações para Cuidar é uma iniciativa da Arquidiocese de Belo Horizonte que visa amenizar o impacto econômico negativo provocado pela pandemia da COVID-19 em suas diversas comunidades. O foco da campanha são as comunidades mais vulneráveis, que em muitos territórios, como o Vale do Paraopeba, já vinham sofrendo antes mesmo do início da pandemia.

 

A pandemia da COVID-19 somente agravou a situação econômica de diversas comunidades situadas no Vale do Paraopeba, que já haviam sido fortemente impactadas pelo rompimento da Barragem da Vale S.A. em Brumadinho e pela atuação de diversas outras mineradoras na região. A Região Episcopal Nossa Senhora do Rosário (RENSER), por meio da campanha, doou mais de 750 cestas básicas ao longo deste ano, além de alimentos frescos (verduras, hortaliças, frutas e ovos), produtos de limpeza e higiene pessoal, de proteção individual, cobertores, entre outros mantimentos, a fim de diminuir esse impacto da crise socioeconômica e ambiental que tem assolado a região.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cabe salientar que os produtos doados foram comprados junto à pequenos comerciantes e agricultores familiares locais, o que trouxe um duplo resultado à esta ação de solidariedade: por um lado, ameniza os impactos da pandemia e da mineração nas comunidades que receberam as doações e, por outro, fortalece as redes de economia local.

 

A RENSER, no âmbito da campanha, doa cestas não compostas apenas por alimentos, mas também por amor, afeto e por reivindicações aos governos, que devem garantir o direito de todas e todos a uma alimentação adequada, buscando contribuir com as famílias agricultoras no campo e na cidade e grupos de Economia Popular Solidária.

As cestas frescas doadas através da campanha são adquiridas junto a agricultores familiares assentados de reforma agrária e são compostas de produtos agroecológicos, cultivados respeitando-se os tempos da natureza e do trabalho e sem a utilização de agrotóxicos. Já os demais produtos, de higiene, limpeza e não perecíveis, são adquiridos pela RENSER junto a pequenos comerciantes de Brumadinho. Entre esses agricultores está Adalto Luiz Ribeiro, produtor rural e morador da comunidade do Assentamento Pastorinhas.

"As ações da Campanha Solidariedade em Rede geraram resultados positivos na nossa comunidade, possibilitando as famílias escoarem parte de sua produção e fortalecer a economia. Em contrapartida nós ficamos felizes por estar participando da campanha de alguma forma, sabendo que a equipe RENSER vai levar um alimento de qualidade para outras famílias que estão precisando nesse momento." declarou Adalto, produtor rural do Assentamento Pastorinhas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Além disso, também estão sendo fornecidos pela campanha: orientação jurídica e psicológica, materiais informativos sobre cuidados e direitos e, em caso de necessidade, auxílio funerário. Todas essas e outras ações são realizadas pela RENSER em conjunto com o Vicariato para a Ação, Social, Política e Ambiental (VEASPAM), a Cáritas Regional Minas Gerais e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

De acordo com Renata Beatriz Graciano, integrante de uma família de Mário Campos atendida pela campanha, esta iniciativa está ajudando ela e muitas outras pessoas que precisam. “É uma iniciativa importante, pois impede que muitas pessoas passem fome. Muitos precisam de alimento em casa e não possuem, e a rede aparece nesses momentos em que eles menos esperam e ajuda a todos” declarou Renata.

“Até os meus filhos ficam mais felizes quando a equipe da RENSER chega para trazer as cestas. Nossa, eles ficam numa felicidade tão grande! É difícil quando vão, porque são pessoas maravilhosas. Mas, continuamos muito felizes e gratos, porque temos alimento dentro de casa. Eu realmente me sinto muito bem por ser contemplada com essa campanha, sei que ela é muito importante e tem agradado a todos em momentos difíceis.” Renata, moradora de Mário Campos atendida pela Campanha Solidariedade em Rede.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas, além de Renata e outros moradores da bacia do Rio Paraopeba que são contemplados pela campanha, existem muitas outras pessoas envolvidas que não recebem as doações diretamente e ainda assim têm benefícios econômicos graças a esta ação de solidariedade. E, claro, além da economia, a comunidade vive melhor quando todos estão felizes.

Esse é o caso de Paulo Renato do Prado, dono da mercearia onde a equipe RENSER compra produtos para as cestas e morador da comunidade do Tejuco, em Brumadinho. Paulo acredita que tudo que vem para beneficiar a sociedade é importante. Ele diz que nossa sociedade precisa de mais incentivos na capacitação profissional e geração de emprego e renda. A campanha busca garantir o necessário para que esse tipo de desenvolvimento da comunidade seja viável, uma vez que não é fácil se dedicar ao trabalho quando seus filhos não têm o que comer no jantar.

 

“Eu me sinto feliz de ver pessoas sendo solidárias e disponibilizando o seu tempo para ajudar a suprir as carências das comunidades, é um belo trabalho. Ainda acredito que a melhor forma de ajudar é gerando oportunidades para as pessoas realizarem seus sonhos como resultado dos seus próprios esforços, mas nem sempre isso é tão simples.” Paulo, morador do Tijuco e comerciante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A equipe da RENSER acredita nas comunidades do Vale do Paraopeba e busca, por meio das ações da Campanha Solidariedade em Rede, ajudá-los a lidar com situações tão difíceis, como a pandemia e as consequências do crime da Vale.

 

 

 

WhatsApp Image 2020-12-16 at 22.40.26.jp

Produtos frescos adquirido do Assentamento Pastorinhas, de Brumadinho

Família atendida pela campanha

WhatsApp Image 2020-12-18 at 10.03.58.jp
WhatsApp Image 2020-12-16 at 22.40.26 (1
WhatsApp Image 2020-12-15 at 13.34.20.jp

Família atendida recebendo os alimentos em dezembro de 2020